terça-feira, 11 de setembro de 2012

Sobre gerar uma vida

  O primeiro sentimento que tive depois da descoberta da gravidez não foi felicidade indescritível e muito menos amor. Parece cruel colocando dessa forma, não? Não veja da forma errada, eu sempre quis ter filhos, de preferencia um menino, estou muito feliz com a gravidez e amo meu filho. E jamais deixei de querê-lo na minha vida a partir do momento que desconfiei estar gravida.
  Mas no primeiro momento que recebemos a notícia as coisas são confusas, estranhas. O primeiro sentimento que veio pra mim foi o de responsabilidade e preocupação: eu preciso ir no médico, preciso ver se esta tudo bem, o que eu posso comer? o que tenho que fazer? Tipos de parto, amamentação, o que o bebe vai precisar, que modelo de carrinho comprar. Me senti completamente responsável por aquela vidinha ali e pelo que aconteceria com ela a partir daquele momento.
  Depois de um tempo veio o medo, medo de não ser capaz, de não dar conta, de que algo desse errado... Chorei um pouco, não por tristeza, mas realmente por medo de fazer algo errado, de não conseguir suprir as expectativas e ser uma boa mãe. Fiquei com medo de nunca mais poder sair de casa, fiquei com medo de não amar meu filho. Fiquei com medo de perder meus amigos e muitos outros medos idiotas que não fazem mais sentido agora.
  Por ultimo, depois que entrei no segundo trimestre, aí sim veio a felicidade! A alegria de ser capaz de gerar uma vidinha, de saber que terei um bebe em casa dentro de poucos meses, a alegria de saber que sou mulher e posso carregar meu filho no ventre. Aquele amor por alguém que você nem mesmo conhece mas espera com tanto carinho...É realmente como dizem, é mágico, a gente se sente completa. Parece que realmente estou cumprindo meu papel no mundo, é bobo, é machista, mas é assim que eu me sinto ultimamente: com uma plenitude incrível!

2 comentários:

  1. Parabéns pelo teu blog, minha amiga, minha irmã!

    Te amo mais que tudo e essa vidinha aí dentro também!

    Quero postar um dia, deixa?

    um beijo duplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sis, também te amo muitoooo!!
      Claro que deixo hehe

      Beijoos

      Excluir