quarta-feira, 15 de maio de 2013

Feliz dia das mães

 Quando eu era criança muitas amiguinhas minhas sonhavam em andar de avião, ser professora, veterinária, ir pra disney, Eu não eu sonhava em ser mãe. Mas não era apenas ser mãe eu queria ser mãe de um menininho de cabelo enrroladinho e olhos claros. Eu passava horas só imaginando que nome daria ou como seria. Viajava pensando na minha vida com o suposto filho. Fui crescendo e sempre tive paixão por bebês e crianças e elas sempre se deram bem comigo, os bebes da família quase todos passaram por minhas mãos haha. Mas cuidar do filho dos outros é uma coisa, cuidar do seu é completamente diferente. Eu planejava minha vida imaginando quando chegaria a minha vez. Sinceramente, acho que nasci pra ser mãe, se tem uma coisa que eu adoro é ensinar, cuidar, brincar com crianças. É muito gostoso.
 Quando o teste deu positivo, eu não conseguia acreditar, fiquei pasma, não fiquei feliz nem triste, fiquei apenas sem reação. Com o tempo comecei a entender que SIM eu estava grávida, sim eu ia ser mãe. E isso me inundava de felicidade. Não conseguia imaginar como seria ter o meu tão sonhado aqui, meu tão sonhado MENINO que eu já sabia o sexo desde o momento da descoberta da gravidez.
  Ouvir o coração pela primeira vez, a escolha pelo nome, os primeiros chutinhos, tudo isso eu lembro com tanto carinho e amor... É tão maravilhoso ser mãe, é realmente um presente de Deus.
 Mas ser mãe não é só brincar e dar risada. Mãe cuida, ampara, troca, lava, corta unha... Mãe faz o que ninguém mais que fazer. Mãe leva pra dar vacina e chora junto, mãe se sente exausta por passar o dia em função do filho e quando ele dorme morre de saudades. Mãe é chata. Mãe tem que dizer não, mãe tem que ser pentelha e ensinar a coisa certa. Mãe tem que ficar de ruim na história. Mãe tem que deixar de castigo e falar firme. Mãe, quando tudo da errado, tem que permanecer de pé e se fazer de forte. Mãe nunca descansa, pensa 24hrs no filho, dorme com um olho aberto e um fechado, nunca esquece do seu bebe.
  As vezes ser mãe é solitário. É cansativo. As vezes da vontade de chorar. Mãe é julgada por todo mundo o tempo todo. Mãe tem que ser perfeita, mas ninguém de fato é. Mãe é julgada por tudo que o filho faz, sempre é culpa da mãe. Se o pai quer descansar ele dorme em outro quarto, se a mãe quer descansar ela não consegue porque mesmo que durma em outro quarto vai ficar preocupada com o filho do mesmo jeito. Se a mãe trabalha fora ela é omissa, se ela fica só com o filho é uma preguiçosa. Se deixa o filho pra sair esfriar um pouco a cabeça é desnaturada. Se nunca sai de casa fica louca. Mãe é gerar alguém dentro da própria barriga, é alimentar do próprio seio. É ter o coração batendo fora do corpo. Ninguém nunca conseguirá medir a magnitude e a dificuldade de gerar e criar alguém. Não é uma profissão, é muito além disso, é abdicar de viver para se dedicar a outro alguém pro resto da vida.
  Ser mãe é o dom mais maravilhoso que Deus pode ter dado, e só sendo mãe mesmo pra saber o sentimento, a dificuldade e a alegria de ser.
  Esse domingo foi o meu primeiro domingo de dia das mães como mãe e agora, com certeza posso dizer com conhecimento de causa:

Parabéns guerreiras que são a melhor mãe que vocês podem ser. Feliz dia das mães (atrasado)!


E obrigada meu filho por me fazer mãe e me fazer sentir o maior amor do mundo. Te amo mais que minha própria vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário