terça-feira, 21 de maio de 2013

Não é mamãe, não é mamãe

  Depois desse post aqui, as coisas mudaram MUITO por aqui... acho que Deus olhou aqui em baixo e pensou: ah é? tá ruim assim... então toma!!
  Agora o Nicolas do nada começou a morrer de amores por mim. Banho só eu posso dar, se qualquer outra pessoa vai dar é escandalo (tadinha da minha mãe, adora dar banho no neto) , trocar fralda ele até aceita que outra pessoa troque, mas não sempre, as vezes também chora.     Vai muito bem no colo dos outros, mas se eu estiver perto... Não pode me perder de vista não! Várias vezes reclama no colo dos outros e se acalma no meu sem nenhum motivo aparente, só porque quer vir comigo.
Dormir? Só no meu colo. Tarefinha chata que eu gostava de delegar ao pai não dá mais, ou é eu que vou e encaro e em 5 minutos ele dorme, ou é meia hora de choro que eu tenho que ouvir até ele finalmente capotar. Continua brincando e rindo pro papai e adorando ele, mas experimenta deixar ele sozinho com o pai? Chora desconsolado, olhando pros lados me procurando. Ontem chorou do momento que eu sai até o momento que eu voltei e foi só vir pro meu colo que jogou os bracinhos em volta do meu pescoço, encostou o rostinho no meu e suspirou aliviado.
Se por um lado isso é a coisa mais linda e adorável do mundo, por outro lado tem nos dado um problemão, já que eu vou pra faculdade toda noite e não curto muito a idéia de deixar ele chorando... O que fazer? levar junto? Trancar a faculdade? Deixar chorando mesmo assim? Aiaiai não tá fácEL minha gente, hoje ele vai ficar com a minha mãe, Deus ajude que ele não chore!! Torçam por mim!
Ps. Da onde isso gente? Eu sempre ficava em segundo plano e agora ele encarnou* em mim justamente e principalmente a noite quando eu preciso ficar fora?? É isso que eles chama de lei de Murphy materna?

Nenhum comentário:

Postar um comentário